Hoje...

 

Faz dois mil cento e noventa dias

Que convivo com a eterna saudade, a qual,

Preenche o vazio da tua ausência física

Quando ela bate mais forte à porta do meu

Coração, sigo a direção da imaginação

Onde tudo acontece, e renasço  para a

Luz do teu amor, e contigo flutuo sobre o

Encanto da lua, na tranqüilidade da noite

Nesses poucos instantes, a tristeza que

Em mim habita, transforma-se em felicidade,

De poder reviver no pensamento mágico,

Todo o desejo de estar ao teu lado, tendo

A sensação de que a nossa vida está

Recomeçando novamente!

Bendita é a saudade, que te mantém vivo

Em mim, e com ela, tudo gira ao meu

Redor protegendo-me da solidão...

Peço à Deus que continue te iluminando

Com a sua Divina Luz!

E, não preciso dizer que o meu amor

Será eternamente teu, como sempre foi!

 

Zilca P. Tricerri

Porto Alegre, 20/03/2010