Eu...

 

Varias vezes, me senti folha seca,

Sem a tua presença, fiquei

sem sol, oca por dentro

Hoje, depois de tanto tempo,

segui os ventos que jogam

 folhas secas ao relento,

as quais, não mais retornarão

Sinto ?me feliz de não ser

como elas, assim poderei

continuar caindo de amor

por ti, pois sei que tornaremos

a nos unir no jardim Celestial!

As árvores voltarão a preencher

seus galhos com novas folhas

por serem sazonais, e, eu tenho

a força do amor por ti, e

que jamais morrerá!

Sei que quando o relógio do meu

tempo parar, juntos estaremos

e flores vivas cantarão o hino

do nosso amor eterno, onde não

mais haverá aquele vento, que

um dia nos separou, mas deixou

o amor que hoje, nos une em espírito

 

 

Zilca P. Tricerri

Porto Alegre RS

23/ 7/2010