Há um Horizonte!
Vitor Hugo P. Tricerri
 
 
 
 
Conheço o amor, o afeto, o frio e o calor.
Paz muda e calada, por ora, em meu peito.
Fragrância mística de um tempo de andor.
Abrigo sonhos de um menino, naquilo do que sou feito.
 
Hoje opostos se fundem, ao reflexo inerte do meu olhar.
Da tua estrela, colho belas cores de um caminho de luz.
A dor, em fuga, se vai! Eu permaneço a caminhar!
Assim construo minha eternidade, que insiste e produz.
 
No horizonte, então, mais forte a minha visão!
Planto no pomar dos ventos, diariamente, a minha idade.
Brotando a brisa, como flor, a cada dia, o mais belo botão.
É assim que deve caminhar, serena, toda a humanidade!!...

 
 
 
 
 Vitor Hugo P. Tricerri