Nossos dias.

Tierle Maria P. Tricerri

 

 

 

 

Há tempos caminho sem rumo certo,

Procuro um lugar chamado céu na terra,

Entendo que o que eu desejo não está aqui,

Mas estou aonde devo estar.

Pena que a dúvida me acompanha sem cansar,

E a resposta não tem pressa de chegar,

Quando assimilo a conta dos anos,

Sinto o peso da idade, mas um coração cheio de vida,

Frustra-me ver que ainda não obtive as virtudes que almejei,

Talvez, quem sabe, no fim da jornada, eu entenda a lição:

Aprender a Perdoar, a Compreender e a Esperar.

Quem dera agora mesmo pudesse recomeçar,

Faria tudo igual ou diferente, ainda assim seria eu.

A essência de nós mesmos jamais modifica,

É dela o privilégio da verdade.

E dela advém claridade ao permanente combate

Dos nossos dias finitos.

 

 

Tierle Maria P. Tricerri