Descaminhos de um viver

 
 
 
Esperar é crer que somos imperfeitos
Mas que juntos podemos ser muito bons...
Acreditar é saber que se consegue chegar,
Mesmo sem nunca ter saído do lugar...
 
A tristeza que invade nossas almas
Tem o gosto ruim dos dissabores.
Mas quando alegres desejamos ser
Vivemos como se fosse a
Vida eterna de cores...
 
Tenho saudades, descaminhos e dores!
Por quê? Eu me pergunto.
Será que é para crescer as pernas?
E pular, como se campeão de olimpíadas fosse...
 
Mas se um dia encontrar todas as respostas
No meu diário escreverei sem mágoas
Tudo estará definitivamente consumado,
E para outra vida terei rumado...