Tarde de um dia
Fernando José Tricerri


Os dias dobram as avenidas do tempo,
E seguem o rumo do sempre há de vir...
E a tarde é parte de um dia, qual vento...
É parte que veio no antes, do após sair...

Foi criança na manhã, e jovem à tarde,
Velhice à noitinha, e madrugada no adeus...
Fogo forte que sem dó queima e arde...
Que dói n'alma e vida dos sonhos meus...

E a esperei, portando a suavidade da flor...
Tanto em meu caminho de dobras infindas...
Quanto nas ruas da fé, esperança e amor...
Hoje a beijo ternamente, por muitos aindas...
 
 
 
 
Fernando José Tricerri