MÃOS DADAS
 
 
 
 Fernando José Tricerri
 
 
 
Linhas opostas cruzaram-se...
Em caminho estreito...
E saltaram corações no peito...
De cada um...
 
 
Dia de angústia e solidão...
Sem teto e sem chão...
Onde dois seres amaram-se...
Em lugar comum...
 
 
E o bom sol iluminou a vida...
Emprestando seu calor...
Para as duas almas aquecer...
 
 
 
Mãos dadas na senda sofrida...
Pintaram amor e amor...
Na tela eterna do amanhecer...
 
 
 
 
 
(Midi - Comme J'Ai Toujours)
 
 
 
 
 
 
 

.