Flor Noturna
 Fernando José Tricerri

 
Há o som da parada do tempo...
 Bem mais brisa menos vento...
 Na candura das suaves notas lentas...
 E o universo no escuro brilha...
 Pelas estrelas atentas...
 
A iluminarem a vida e sua trilha...
 E teu corpo de tez morena dourada...
 Exala o aroma sensual da rosa molhada...
 Flor noturna que te quero tanto...
 Vem e enxuga meu triste pranto...
 
Olha ao teu redor onde mora o amor...
 E vê o ponto final...
 Dissolve o gelo em meu calor...
 Vive o encanto real...
 Flor das flores...
 Amor dos meus amores...