AFRO DOCE AMARGO
 
  FERNANDO JOSÉ TRICERRI
 
 
 
 
 
As terras são sonhos de flores coloridas...
Onde nascem mil formas de lindas vidas...
Em nascedouros tão diversos...
E sujeitos a tantos perversos...
 
 
Continente africano das negras mães adoradas...
Das infâncias ingênuas adocicadas...
Dos olhares da esperança sonhada...
Que virou pó em certa jornada...
 
 
Quantas tristezas, mãe África querida...
Mas quantas belezas vêm de tua terra sofrida...
Povoaste todo o mundo com fulgente raça...
Que desfila garbosa e repleta de graça...
 
 
Continente africano de mil povos dizimados...
Das máculas dos trabalhos forçados...
Impostos por tantos desequilibrados...
Aos teus primórdios antepassados...
 
 
Continente africano berço de imensa glória...
De afro doce amargo escrito em vitória...
Guardado para sempre na memória...
Ocupas lugar de realce na história...
 
 
 
 
 
FERNANDO JOSÉ TRICERRI
12/09/03