Os Protestos e o Silêncio
 
 
 
 
Quantas almas humanas
protestaram tentando ajudar a humanidade
a viver com sabedoria,
mas os homens insistem em deixar trancado
na "caixa de pandora" os sentimentos e atitudes
que poderiam salvar milhões de almas!
 
Quantas almas humanas
guardaram em seus corações
a semente do protesto!
 
Quantas almas humanas
traduziram seu protesto em sangue!
 
Quantas almas humanas
através do silêncio da face
gritavam ao mundo:
paz, educação, direitos, vida, harmonia,
solidariedade...
 
Os homens dominaram a linguagem,
inventaram os ruídos, barulhos, estrondos
e tornaram-se surdos!
 
Os protestos sempre exigem a doação total
dos seus idealistas.
A maioria dos protestos acompanharam seus
criadores até a morte,
e somente são resgatados quando a humanidade
encontra-se na revelação
do silêncio da violência que mata a todo instante;
do silêncio da corrupção que suga o trabalho dos honestos;
do silêncio da prostituição que carrega consigo a
destruição do corpo e o abandono da alma!
 
Temos todas as condições de transformar
este mundo num paraíso,
por que, então, insistimos em silenciar
o grito da esperança, da vida, da educação, da fé?
Por que transformamos nossas energias
em gestos silenciosos de desespero e aflição...
Por que é tão difícil dividir, compartilhar, doar...
 
Celebramos o Natal todos os anos
e a manjedoura no seu silêncio Divino continua
a ecoar pelo mundo inteiro o protesto
AMAI-VOS !!! 
 
Quando que os corações humanos
estarão educados
para acolher o salvador na manjedoura de seus corações?
 
Vem Senhor, colocar nos corações de pedra da humanidade
Tua sabedoria
Teu Protesto
Teu silêncio...
 
Homenagem a Querida Educadora
que carrega consigo o presente
da educação para oferecer a todos os filhos
amados de Jesus: Augusta
 
 
 
Daniel Bueno da Silveira

21/11/03

 
 
 

 

 
 
 
 
 
 
.